Os coronavírus são vírus que causam infecções respiratórias. Recentemente, foi descoberto um novo vírus em Wuhan (China), nomeado como SARS- COV-2 (do inglês Secure Acute Respiratory Syndrome) causador da Covid-19.

As consequências da Covid-19 no sistema cardiovascular são multifatoriais. Para explicar melhor, podemos dividir em:

  • Estado inflamatório multissistêmico.
  • Lesão direta do vírus à célula cardíaca.
  • Estado pró-trombogênico (pró-coágulo).
  • Desequilíbrio entre a demanda metabólica (o que se necessita) e a reserva cardíaca (o que se pode dar).

Com isso, observamos complicações cardiovasculares como:

  • Insuficiência Cardíaca.
  • Infarto Agudo do Miocárdio.
  • Miocardite.
  • Trombose Venosa Profunda.
  • Tromboembolismo Pulmonar.
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC).
  • Choque.

Importante salientar que podemos ter infarto por ruptura de placa, gerando trombose e infartos com artérias do coração sem placas, podendo ser secundários à inflamação ou ao stress agudo e liberação de altas quantidades de adrenalina (takotsubo).

Estudos americanos já colocam o distúrbio de coagulação como segunda causa de óbito, vindo logo após a Síndrome da Angústia Respiratória Aguda (SARA).

Essas complicações cardiovasculares vêm se apresentando mais frequentemente em pacientes com cardiopatias prévias, diabetes e Hipertensão Arterial sistêmica.

As complicações cardiovasculares pioram a resposta do organismo ao vírus, podendo evoluir com falência de múltiplos órgãos, choque e risco iminente de vida.

Além da anamnese e do exame físico, podem ser realizados os seguintes exames:

1-Exames laboratoriais.

Diagnóstico do acometimento viral: RT PCR, Sorologia, testes rápidos.

Marcadores inflamatórios: PCR, procalcitonina, IL-6, ferritina, DHL, Dímero D

Marcadores de injúria miocárdica: troponina, NT ProBNP

Marcadores de trombose: Dímero D

Avaliação de acometimento de órgão: hemograma, ureia, creatinina e eletrólitos TGO, TGP, coagulograma e gasometria arterial.

2-Exames de diagnóstico por imagem: ecocardiograma e tomografia de tórax devem ser realizados para acompanhamento evolutivo da função cardíaca e do acometimento cardiopulmonar.

3-Eletrocardiograma seriado e monitorização cardíaca para avaliação de arritmias e acompanhamento do prolongamento do intervalo QT induzido por drogas.

Infelizmente, os desafios enfrentados no combate à essa pandemia são imensos, mas corremos contra o tempo em busca de evidências robustas em ralação ao melhor tratamento farmacológico e a confecção da vacina para a Covid 19.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Precisa de ajuda?